NORMAS DE CONVIVÊNCIA

O corpo discente é constituído por todos os alunos regularmente matriculados na Escola, a quem se garantirá o livre acesso às informações necessárias à sua educação, ao seu desenvolvimento como pessoas, ao seu preparo básico para o trabalho e para o exercício da cidadania.

Direitos dos Alunos:

  • Ter assegurado o respeito aos direitos da pessoa humana e suas liberdades fundamentais;

  • O acesso às dependências do prédio escolar e a utilização dos materiais a eles afetos;

  • Requerer ou representar, pedir reconsideração e recorrer das decisões, observadas as normas legais;

  • Ter asseguradas as condições necessárias ao desenvolvimento de suas potencialidades na perspectiva social e individual;

  • Ter asseguradas as condições de aprendizagem, devendo ser propiciada ampla assistência por parte do professor;

  • Recorrer dos resultados das avaliações de seu desempenho;

  • Reunir-se com seus colegas para organização de agremiações e campanhas de cunho educativo, nas condições estabelecidas ou aprovadas pelo Diretor da Escola;

  • Receber atendimento adequado por parte dos serviços assistenciais da Escola, quando carentes de recursos.

Deveres dos Alunos:

  • Contribuir em suas esferas de atuação para o prestígio da Escola;

  • Comparecer, pontualmente, de forma participante, às atividades que lhes forem afetas;

  • Obedecer às normas de convivência da Escola e às determinações superiores;

  • Ter adequado comportamento social, tratando a todos com civilidade e respeito;

  • Cooperar para a boa conservação do mobiliário da Escola, equipamentos e material escolar, concorrendo também para a manutenção de boas condições de asseio do prédio e suas dependências;

  • Não portar material que represente perigo para a saúde, segurança e integridade física e moral sua ou de outrem;

  • Comportar-se de modo a fortalecer a cidadania e a responsabilidade democrática;

  • Comportar-se convenientemente, decentemente trajado e com asseio em todas as dependências da Escola e também fora dela, durante as atividades extracurriculares;

  • Trazer a agenda escolar diariamente;

  • Justificar suas ausências;

  • Requerer, quando for o caso, junto à Coordenação Pedagógica, a(s) avaliação(ões) substitutiva(s) imediatamente após o período de ausência;

  • Observar as normas de prevenção de acidentes, utilizando, obrigatoriamente, quando for o caso, o equipamento de segurança previsto;

  • Portar a identificação escolar, apresentando-a quando lhe for exigida;

  • Observar rigorosa probidade na execução de quaisquer provas ou trabalhos escolares;

  • Submeter à aprovação dos superiores a realização de atividades de iniciativa pessoal ou de grupo, no âmbito da Escola;

  • Não participar de movimentos de indisciplina coletiva;

  • Indenizar o prejuízo quando produzir danos materiais à Escola ou a objetos de propriedade dos colegas,professores ou funcionários;

  • Participar das atividades de recuperação sempre que delas necessitar e for convocado;

  • Estar sempre devidamente uniformizado.

Será vedado ao Aluno:

  • Ocupar-se de outras atividades estranhas à finalidade educativa;

  • Fazer proselitismo religioso ou político partidário;

  • Valer-se de seus direitos para tirar proveito de situações que envolvam o nome da Escola;

  • Utilizar ou portar material potencialmente perturbador da ordem dos trabalhos escolares, bem como daqueles que possam representar perigo para sua saúde, segurança e integridade, ou de outrem;

  • Utilizar-se do nome da Escola sem a prévia autorização da Direção;

  • Participar, sob qualquer forma, de movimento de desprestígio às autoridades constituídas, ao Hino e aos Símbolos Nacionais;

  • Retirar-se da sala durante as aulas, sem prévia autorização;

  • Retirar-se da Escola durante os horários de estudos, sem prévia autorização;

  • Fumar nas dependências da Escola;

  • Tomar bebidas alcoólicas na Escola.

Penalidades Aplicáveis aos Alunos:

A não observância dos deveres acima estipulados poderá sujeitar o aluno a penalidades aplicadas pelo Diretor da Escola ou outro participante do processo educativo por ele designado.

As Penalidades são:

  • Advertência oral, com registro em prontuário;

  • Advertência escrita, com comunicação aos pais ou responsáveis, quando o aluno for menor;

  • Suspensão até 8 (oito) dias, com comunicação aos pais ou responsáveis, quando o aluno for menor;

  • Transferência compulsória, após sindicância regular, por meio de 3 (três) professores, designados pelo Diretor, assegurando-se ao aluno a ampla defesa.

Para a aplicação das penalidades de suspensão e de transferência compulsória do aluno, será ouvido o Conselho de Classe e/ou Série. No caso de transferência para outra escola, a Direção tomará as providências para garantir a continuidade de estudos, em estabelecimento de ensino congênere.

Compromissos da Comunidade Educativa

O Educador

Compreender o educando como sujeito de sua história, ajudando-o na descoberta do sentido da vida, favorecendo o desabrochar de sua vocação tendo em vista a transformação da sociedade.

O Educando

Assumir livre e consciente o seu próprio crescimento, empenhando-se na participação como sujeito do processo educativo.

A Família - Os Pais, Como Primeiros Educadores

Responsabilizarem-se por seus filhos nas diversas etapas do processo educativo, participando da proposta pedagógica.

A Sociedade

Contribuir para o crescimento da Comunidade Educativa, no amor, tendo em vista uma nova sociedade baseada na justiça e na paz.



Você será sempre bem-vindo à comunidade Marillaquiana!!

 



 
PARCEIROS
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Faculdade de Educação Derdic Rede Católica de Educação Rabbit Partnership Portal Educativo Católico Global Box
 
Design: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - DTI - Núcleo de Mídias Digitais